referência ao original

Neste momento de pandemia da doença do coronavírus, nós povos indígenas do sudeste, sabemos da importância de evitarmos ao máximo circularmos pelas cidades. Também queremos nos proteger, cuidar dos nossos velhos e ficarmos em casa, respeitando a quarentena e as orientações dos órgãos de saúde do mundo todo.

️Para isso precisamos garantir o sustento de nossas famílias e nesse momento difícil de produzir alimentos e de buscar alternativas de renda para as comunidades, pedimos o apoio de todos os que já estiveram conosco em outros momentos.

Estamos arrecadando alimentos em diversos pontos. Esses alimentos serão divididos entre as comunidades indígenas do sudeste de acordo com a necessidade de cada uma.

Você pode ajudar ou entregando diretamente alimentos nos pontos de coleta mais adiante, respeitando as orientações de higienização, ou ajudar financeiramente para que a gente compre cestas básicas e distribua nesses locais.

 

Transferência bancária :

*Para as aldeias guarani do sudeste pode ser usada essa conta abaixo, ou contatos locais que o apoiador já tenha e confie:

Comissão Guarani Yvyrupa
CNPJ: 21.860.239/0001-01
Banco do Brasil
Agência 3560-2
Conta corrente 25106-2

* Para doações financeiras para os demais povos (tupi, aldeia multiétnica, pankararu, kaingang, terena, tupiniquim, maxakali, krenak, xacriabá ou xukuru-kariri) entrar em contato direto com os contatos abaixo indicados, junto com os respectivos pontos de coleta.

 

Confira os pontos de coleta atualizados:

ORIENTAÇÕES DE SEGURANÇA PARA DOAÇÕES

Por favor não doem roupas nesse momento, pelo risco de contaminação.

Apenas cestas básicas, alimentos não perecíveis, itens de higiene e limpeza.

Também, quem puder doar fumo de corda e erva-mate são itens que usamos nos nossos rituais e são muito importante para nós.

▪️Higienizar os produtos da cesta com álcool gel 70% e papel toalha.
▪️Lavar as mãos com água e sabão ou desinfetar com álcool 70%
▪️Evitar tocar com a mão os olhos, nariz e boca.
▪️Se apresentar sintomas respiratórios não realizar a entrega.
▪️Utilizar máscaras, luvas e gorro e depois descartá-las.
▪️Pegar só no laço das máscaras, não tocar nem na hora de retirar.
▪️Evitar contato físico direto com as pessoas da comunidade.
▪️Nós indígenas iremos evitar aglomeração no local de entrega.
▪️Os indígenas responsáveis organizarão a distribuição sem fazer fila.

 

PONTOS DE COLETA

Nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, e Minas nos endereços da Fundação Nacional do Índio, da Secretaria Especial de Saúde Indígena e outros parceiros.

⛑️ Todos esses locais estão articulados de modo a garantir que os alimentos de fato cheguem nas aldeias que mais precisam.

Se você já está organizando algum ponto de coleta de doação para as aldeias da região, pedimos que se comunique conosco, para incluirmos na lista: comissao@yvyrupa.org.br

 

ESTADO DE SÃO PAULO

São Paulo – Capital

Apoiador Thiago Vinícius Zona Sul
Rua Batista Crespo,  105 – Bairro Campo Limpo
Tel: 011 94946-1583 (ligar avisando que vai fazer a entrega)

Prefeitura Regional de Parelheiros – Setor Defesa Civil
Estr. Ecoturistica de Parelheiros, 5252 – Jardim dos Alamos, São Paulo – SP, 04883-025
Tel: 011 94718-7982

Apoiador Adriano Sampaio
Bairro Vila Clarice
Endereço através do cel (11) 95406-4616

Apoiadora Carla Roeher
Avenida Leôncio de Magalhães, 1214 – Jardim São Paulo – São Paulo-SP
Tel: 011 97519-5250

Casa Amarela de Cultura Coletiva
Rua Cauibi, 1082 – Perdizes – São Paulo – SP
Tels: 011 989481369 e 999773451

Casa do Povo
Rua Três Rios, 252 – Bom Retiro, São Paulo – SP
De segunda a sábado das 10h às 18h

Associação Pankararu
R. Paulo Bourroul, 120 – Real Parque – São Paulo – SP
Tels: 011 96709-6062 / 96519-9427

Guarulhos – SP

Aldeia Multiétnica – Ponto de Coleta
Av. Benjamin Harris Hunicutt, 4141 – Portal dos Gramados – Guarulhos – SP
011 98608-9102

Itanhaém  – SP

Av. Condessa de Vimieiros, 700 – Centro. Itanhaém – SP – Cep: 11740-000
Tel: (13) 3426-4069/8447

Mongaguá – SP

Pólo Base SESAI
Rua Manoel Pereira de Oliveira 227 – Mongaguá – SP – Pedreira – 11730-000
Tel: 013 3446-2313

Peruíbe – SP

Pólo Base SESAI
Rua Ministro Genésio de Almeida Moura, 64 – Bairro – Centro – Peruíbe – SP
Tel: 013 3455 1617

Registro – SP

Pólo Base SESAI
Rua Seiji Sumida, 106 – Centro – Registro – SP – Próximo ao Velório Prever
013 3822 1044

Miracatu – SP

Pólo Base SESAI
Avenida da Saudade, 686 – Centro – Miracatu – SP
013 3847 – 1541

Tapiraí – SP

Igreja Santa Catarina de Alexandria
Av. Professor Natan Chaves, 31 – Cx. Postal, 23 (Centro) 18180-000, Tapiraí – SP, 18180-000
Telefone: (15) 3277-3184
Aos cuidados do Padre Felipe

Bertioga e Boraceia – SP

Supermercado Krill em Bertioga e Boraceia
Rede de supermercados Albatroz em Bertioga
Mais detalhes: 013 99779-2140

Ubatuba – SP

Pólo Base SESAI
Avenida Rio Grande do Sul, 101 – Centro – Ubatuba – SP
012 38322018

Bauru – SP

CTL Bauru – Coordenador: Emílio Pereira Barbosa Neto
Rua Treze de Maio 10-93 – Centro – Bauru /SP
014 3234-1735

Pólo Base SESAI
Avenida Quintino Bocaiuva, 1417 – Centro – Bauru- SP
013 3227-8499

Braúna – SP

CTL Braúna – Coordenador: Roberto Camargo Martins
Av. Barão do Rio Branco, 730 – Centro – Braúna /SP
Te: 014 99104-8525

 

ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Paraty – RJ

CTL Paraty / RJ – Coordenador: Cristino Aparecido Cabreira Machado
Rua Minas Gerais  n. 23 Vila Residencial Mambucaba – Paraty  RJ ( Ao lado do Wizard cursos de línguas). De 8h às 12h.
Tel: 24 3362-6686

Angra dos Reis – RJ

Pólo Base SESAI
Rua Barão de Mambucaba, 36 – Parque Mambucaba – Angra dos Reis – RJ
Tel: 024 3362-1777

 

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

Aracruz – ES

Paróquia Imaculada Conceição- Av. dos Coqueiros – s/n, Coqueiral – Aracruz/ES
CEP: 29195-000
Tels: 027 3250-1944 e 99804-3861

 

ESTADO DE MINAS GERAIS

Governador Valadares

CR Governador Valadares – Responsável: Jorge Luis de Paula
Rua Moreira Sales, 1327. Vila Bretas – Governador Valadares/MG
(33) 2102-3650

Resplendor – MG

CTL Resplendor – Responsável: Rômulo Cabral de Sá
Rua Coronel Elias Alcure, 258. Centro – Resplendor/MG
(33) 3263-2469
Santa Helena de Minas – MG

CTL Santa Helena de Minas – Responsável: Ilton Passos
Rua Juscelino Kubitschek, 429. Centro – Santa Helena de Minas/MG
(33) 3626-9188

Teófilo Otoni – MG

CTL Teófilo Otoni – Responsável: Daniel Cangussu
Rua Jalile Naaman, 18. Grão Pará – Teófilo Otoni/MG
(33) 3523-6279

São João das Missões – MG

Secretaria Municipal de Cultura – Responsável: Marcelino Mendonça
Rua A, 30. Centro – São João das Missões/MG
(33) 99915-4709

 

SAIBA MAIS

Nós, lideranças dos povos indígenas da região sudeste brasileira, representantes dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais, a partir de iniciativa da Comissão Guarani Yvyrupa com apoio de outras organizações indígenas e comunidades, nos juntamos aos parceiros indigenistas preocupados com os impactos da pandemia do COVID-19 em nossas vidas para pensar ações de combate e prevenção, que possibilitem o nosso isolamento social, sem colocar em risco nossa segurança alimentar e nutricional e nossa qualidade de vida.

Há na região sudeste há cerca de 200 aldeias indígenas, dos povos guarani, tupi, kaingang, terena, krenak e tupiniquim, maxakali, xakriabá e xukuru-kariri, além de indígenas em situação urbana, de vários povos, que vivem fora de aldeias. Os povos da nossa região em sua maioria não tem as terras demarcadas, o que limita nossa autonomia alimentar plena só com os recursos da terra.

Por conta disso, precisamos e fazemos atividades de geração de renda alternativa, especialmente, a venda de artesanato, e atividades de visitação turística, o que faz com que necessitemos sair da aldeia para vender nossas produções, e receber visitantes na aldeia. Isto nos deixa suscetíveis a contaminação do vírus e sabemos que historicamente, as pandemias foram responsáveis por exterminar muitos povos indígenas no Brasil, o que nos preocupa muito.

Se o coronavírus chegar com força nas nossas aldeias, há muito risco de se espalhar rápido, porque temos uma vida comunitária, de compartilhamento de alimentos e de afazeres cotidianos que é justamente o que nos deu força para resistir até aqui.

Por isso, nesse momento de emergência, solicitamos às entidades governamentais e privadas, às organizações não governamentais, à toda a população em geral o apoio com doações de itens básicos de alimentação e higiene para as famílias indígenas da região do sudeste brasileiro, pois, por enquanto, é o único jeito que temos para não precisarmos sair para  fora das aldeias, e nos manter longe dos focos de contaminação.

Aguyjevete para quem luta!